segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Nunca desista dos seus sonhos...


Estamos de volta às postagens no nosso blog.

Tentaremos manter uma regularidade nas nossas publicações, a partir dessa nova etapa.
 

Para iniciarmos, sugerimos uma breve leitura do texto abaixo:


"Um dia uma criança chegou diante de um pensador e perguntou-lhe:
- Que tamanho tem o universo?
Acariciando a cabeça da criança, ele olhou para o infinito e respondeu:
- O universo tem o tamanho do seu mundo.
Perturbada, ela novamente indagou:
- Que tamanho tem meu mundo?
O pensador respondeu:
- Tem o tamanho dos seus sonhos".

Imagem: Ciadade dos Sonhos- www.imotion.com.br


Se seus sonhos são pequenos, sua visão será pequena, suas metas serão limitadas, seus alvos serão diminutos, sua estrada será estreita, sua capacidade de suportar as tormentas será frágil.

Os sonhos regam a existência com sentido. Se seus sonhos são frágeis, sua comida não terá sabor, suas primaveras não terão flores, suas manhãs não terão orvalho, sua emoção não terá romances.

A presença dos sonhos transforma os miseráveis em reis, faz dos idosos, jovens, e a ausência deles transforma milionários em mendigos, faz dos jovens idosos.

Os sonhos trazem saúde para a emoção, equipam o frágil para ser autor da sua história, fazem os tímidos terem golpes de ousadia e os derrotados serem construtores de oportunidades.
(Baseado no livro "Nunca desista dos seus sonhos", de Augusto Cury)



Portanto, sonhe e... Corra! (não necessariamente nessa ordem!)

Bons treinos,

3 comentários:

Joana Loiola disse...

Excelente mensagem!!! Pois é.... o que seria de nós se não a grande capacidade de SONHAR? Qual seria o verdadeiro sentido e graça da vida se não houvessem os sonhos e a capacidade e vontade de transformá-los em realidade? Agora, o que eu quero? CORREEEEEER muito atras de cada um deles e torná-los reais... rssssss... (Haja perna... rsssss)

Joana Loiola

Xavierunning disse...

Visitem o site: http://xavierunning.blogspot.com/

Samuel disse...

Uma mensagem muito oportuna!

Parabéns!

O nosso limite está proporcionalmente a nossa vontade de realização que pode começar com um sonho.

A corrida tem me proporcionado algumas realizações que antes eram apenas sonhos.